www.amazon.com.br/gp/product/B00WQ3MHKU?%2AVersion%2A=1&%2Aentries%2A=0

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Planeta Habitável perto da Terra

Edu Dallarte

EUA: cientistas descobrem planeta potencialmente habitável perto da Terra

WASHINGTON — Astrônomos americanos anunciaram, esta quarta-feira, a descoberta de um planeta do tamanho da Terra que eles acreditam ser potencialmente habitável, na órbita de uma estrela vizinha, e afirmaram acreditar que possa haver mais planetas como este no espaço.

O planeta, descoberto por astrônomos da Universidade da Califórnia em Santa Cruz, e do Instituto Carnegie de Washington, orbita no meio de uma "zona habitável" da estrela anã vermelha Gliese 581, o que significa que pode ter água em sua superfície.

A ilustração mostra um formato possível para o exoplaneta que orbita a estrela Gliese 581, a apenas 20 anos-luz de distância da Terra. (Crédito: AP / Zina Deretsky / National Foundation of Science) -Imagem do G1

Água em estado líquido e uma atmosfera são condições necessárias para que um planeta possa abrigar vida, afirmaram os cientistas.

Eles determinaram que o planeta, ao qual chamaram de Gliese 581g, tem uma massa de três a quatro vezes a da Terra e um período orbital de pouco menos de 37 dias.

Sua massa indica que provavelmente é um planeta rochoso e com gravidade suficiente para ter uma atmosfera, segundo Steven Vogt, professor de astronomia e astrofísica da Universidade da Califórnia em Santa Cruz e um dos chefes da equipe que descobriu o planeta.

Se o Gliese 581g tiver uma composição rochosa similar à da Terra, seu diâmetro seria de 1,2 a 1,4 vez maior que o da Terra, afirmaram os pesquisadores.

A gravidade superficial seria quase a mesma ou um pouco maior que a terrestre. Portanto uma pessoa poderia facilmente caminhar em posição ereta pelo planeta, acrescentou Vogt.

O Gliese 581g foi descoberto por cientistas que trabalhavam no Lick-Carnegie Exoplanet Survey, após 11 anos de observações da estrela-anã vermelha Gliese 581, que fica a apenas 20 anos-luz da Terra.

Para os astrônomos, onze anos de observação são considerados um período curto e 20 anos-luz, o que corresponde a cerca de 189 trilhões de quilômetros, algo considerado próximo em escalas astronômicas.

"O fato de termos conseguido detectar este planeta tão rapidamente e tão próximo nos mostra que planetas como este devem realmente ser comuns", disse Vogt.

O planeta tem uma de suas faces sempre voltada para a sua estrela e sob influência de uma luz diária perpétua, enquanto a outra fica na escuridão eterna, porque está voltada para o lado oposto da estrela.
Consequentemente, as temperaturas decrescem do lado oposto à estrela e se elevam do lado iluminado. A área mais habitável do novo planeta seria a parte intermediária entre luz e escuridão.

Os cientistas calculam que a temperatura média na superfície varie de 31 a 12 graus Celsius negativos. Mas as temperaturas reais seriam "extremamente quentes na face voltada para a estrela a congelantes do lado escuro", afirmaram.

As descobertas serão publicadas no Astrophysical Journal e foram postadas no site arXiv.org.

Animais no espaço

Mestre Edu

Animais e plantas sobrevivem 18 meses no vácuo do espaço

Redação do Site Inovação Tecnológica - 17/02/2010

Animais e plantas sobrevivem 18 meses expostos ao vácuo do espaço
O Expose-E expôs às condições do espaço 664 amostras biológicas e bioquímicas, durante 18 meses contínuos.[Imagem: ESA/NASA]

Às vésperas de nos depararmos com outros planetas semelhantes à Terra, os cientistas continuam usando um conceito absolutamente impreciso.

"Vida como a conhecemos" é a expressão utilizada para se referir à possibilidade de encontrar vida em outros planetas.

À parte o fato de conhecermos muito pouco sobre a vida em si, o problema maior é que a vida presente na Terra abrange um leque tão grande de possibilidades que está se tornando cada vez mais difícil estabelecer fronteiras que delimitem as condições ambientais necessárias para sustentar a variedade de organismo vivos conhecidos.

A mais recente demonstração disso veio do experimento Expose-E, feito pela Agência Espacial Europeia (ESA). Depois dele, talvez fosse melhor os cientistas passarem a usar o termo, bem mais razoável, "vida até onde a conhecemos."

Vida no espaço

O espaço sempre foi considerado um ambiente absolutamente hostil para os seres vivos. Para os seres humanos certamente o é.

No entanto, os pequenos organismos da experiência Expose-E, colocados na parte externa do laboratório europeuColumbus, na Estação Espacial Internacional, sobreviveram à radiação solar ultravioleta, aos raios cósmicos, ao vácuo e às variações extremas de temperatura durante 18 meses. Um certo tipo de liquen pareceu mesmo estar especialmente feliz no espaço exterior!

Na Terra, pode-se encontrar organismos vivos praticamente em qualquer lugar, desde as profundezas dos oceanos até o cume das montanhas mais altas, dos desertos extremamente secos às geleiras mais frias, das confortáveis zonas temperadas até o ambiente sem oxigênio e altamente corrosivo dos vulcões submarinos. Literalmente, há vida em toda parte - veja Bactérias vivem sem oxigênio e sem luz do Sol.

Análises recentes em amostras de meteoritos marcianos apontam indícios cada vez mais convincentes de que também terá existido vida no nosso planeta vizinho - veja Meteorito revela um dos segredos da vida. Mas Marte tem sua atmosfera, e gostamos de pensar que a vida - "até onde a conhecemos", pelo menos - só gosta de viver em planetas.

Mas o novo experimento da ESA demonstra que pode haver formas de vida que sobrevivam até mesmo às condições extremas do espaço, por mais inóspitas que elas sejam para um ser humano.

Animais e plantas sobrevivem 18 meses expostos ao vácuo do espaço
O experimento Expose-E foi instalado no lado de fora do laboratório Columbus, da Estação Espacial Internacional. [Imagem: ESA/NASA]

Astrobiologia

Verificar como é que os organismos terrestres se comportam, e se sobrevivem, às condições do espaço, sempre entusiasmou os cientistas - os animais precederam o homem no espaço, e continuam sendo enviados para lá para novas pesquisas.

O interesse é tamanho que hoje esses esforços têm seu próprio campo de pesquisa, chamado astrobiologia.

"O objetivo é compreender melhor a origem, a evolução e as adaptações da vida e poder acrescentar uma base experimental às recomendações para a proteção planetária", explica René Demets, biólogo da ESA.

A experiência mais recente estava a bordo do Expose-E, levado para a Estação Espacial Internacional (ISS), em Fevereiro de 2008, a bordo do ônibus espacial Atlantis, e trazido de volta pelo Discovery, em Setembro de 2009.

No total, o experimento expôs às condições do espaço 664 amostras biológicas e bioquímicas, durante 18 meses contínuos.

Simulando a atmosfera de Marte

O Expose-E é uma caixa do tamanho de uma mala de viagem, dividida em dois níveis com três tabuleiros de experiências, cada um com quatro espaços quadrados. Dez dessas caixas carregavam diferentes amostras biológicas e bioquímicas, separadas em pequenos compartimentos.

Dois dos três tabuleiros foram expostos diretamente ao vácuo do espaço, enquanto o terceiro continha um gás no seu interior que simulava a fina atmosfera marciana, composta basicamente por dióxido de carbono.

A janela que protegia estas "amostras marcianas" também estava equipada com um filtro óptico que imitava o espectro da radiação do Sol na superfície de Marte.

A experiência estava dividida em dois níveis com amostras similares, de forma que o nível superior esteve exposto à luz solar e o inferior permaneceu à sombra.

Um outro conjunto de experiências, quase idêntico, o Expose-R, ficou dentro da ISS, instalado no segmento russo da Estação, para funcionar como referência.

Animais e plantas sobrevivem 18 meses expostos ao vácuo do espaço
O liquen Xanthoria elegans pouco se importou com as condições inóspitas do espaço, sobrevivendo durante 18 meses. [Imagem: Wikipedia]

Liquens espaciais

As amostras no interior do Expose-E foram selecionadas por oito equipes científicas internacionais, num projeto coordenado pela Agência Espacial Alemã, a DLR.

Agora, as equipes de cientistas que prepararam as amostras começaram a publicar alguns resultados preliminares dos experimentos.

"Estes liquens de Xanthoria elegans voaram a bordo de Expose-E e são os melhores sobreviventes que conhecemos", explica Demets. Os liquens são organismos macroscópicos formados pela simbiose entre um fungo e um organismo fotossintético, em geral uma alga ou uma cianobactéria.

"Os liquens costumam ser encontrados nos lugares mais extremos da Terra. Quando são colocados num ambiente que não lhes agrada, passam para um estado latente e esperam que as condições melhorem. Devolvidos a um ambiente próprio e com um pouco de água, retornam à vida anterior," explica Demets.

Animais que sobrevivem no espaço

O fator crítico para a "vida como a conhecemos" no espaço é a água: ela vaporiza-se quase instantaneamente no vazio espacial.

Animais e plantas sobrevivem 18 meses expostos ao vácuo do espaço
Os tardígrados, ou ursos d'água, podem sobreviver sem água por 10 anos e suportar temperaturas entre -272 e +150 graus Celsius. [Imagem: Willow Gabriel/Bob Goldstein]

Só os organismos anidrobióticos, que são secos e capazes de aguentar longos períodos em condições de secura extrema, conseguem sobreviver ao espaço.

Além dos liquens, alguns outros animais e plantas também suportaram o vazio espacial: os ursos d'água ou Tardígrados, as artêmias e as larvas do díptero africano Polypedilum vanderplank são os únicos animais conhecidos capazes de sobreviver ao vazio espacial.

Algumas sementes de plantas também são suficientemente secas para sobreviver a estas condições extremas.

Mutações espaciais

Outros riscos envolvidos na exposição ao espaço são os ciclos de temperaturas extremas e a radiação.

"A radiação é um grande perigo para a vida no espaço", comenta Demets. "Os raios cósmicos são muito energéticos e ionizantes. No entanto, o mais prejudicial é a radiação ultravioleta que recebemos do Sol. Aqui na Terra, a radiação UV-C é usada em aplicações em que é necessário matar bactérias, como a esterilização de instrumentos cirúrgicos."

A longo prazo, os efeitos das partículas de alta energia, dos raios X e da radiação gama são mais importantes, já que destroem o DNA e provocam mutações genéticas.

Animais e plantas sobrevivem 18 meses expostos ao vácuo do espaço
René Demets, que também participou de um experimento anterior de menor duração, o Biopan, que confirmou a capacidade dos ursos d'água sobreviverem ao espaço. [Imagem: ESA/René Demets]

Panspermia

O fato de os organismos vivos sobreviverem às condições hostis do espaço parece apoiar a teoria da panspermia, que defende que formas de vida disseminam-se de um planeta para outro, ou até mesmo entre sistemas solares.

"As pontas soltas desta teoria estão agora na chegada ao planeta, porque nenhuma forma de vida pode sobreviver a uma reentrada numa atmosfera", explica Demets.

Será mesmo? Antes deste experimento não seria fácil encontrar cientistas que defendessem a sobrevivência desses seres que participaram do Expose-E.

"No entanto, é possível que as condições sejam mais favoráveis no interior de um meteorito. Por este motivo, estamos considerando a possibilidade de realizar uma experiência astrobiológica durante o regresso à Terra," conclui Demets.

fonte




site Inovação Tecnologica


Noticias Aliens

Mestre EDU

(Traduçao Google)


Estranhas noticias alienigenas


Chamo a vossa atenção para algo que eu tenho certeza que você já identificou que muitos de vocês.
Provavelmente você já ouviu muitas vezes que "o anúncio da vida extraterrestre é iminente" e que "os governos estão finalmente a desclassificação das informações extraterrestre."

Chamo a vossa atenção a quem está liderando essa abertura para o tema alienígena a fim de encontrar entre todos, talvez, uma pista que nos permite detectar uma eventual manipulação ao invés de fechar sobre esta questão complicada. Isto não é para discutir aqui se há vida extraterrestre, mas quem está liderando o "colapso" e por que razão pode haver para ele.

Nós luz "repasito" notícias sobre "alienígenas", que apareceu nas manchetes nos últimos meses em jornais de todo o mundo, muitos deles na televisão em horário nobre.

Para além do exótico que sentimos esta notícia, todos nós sabemos como ponto de mídia e atira e quando há um fluxo de tais notícias na mídia de massa em uma direção, porque eles estão fazendo uma campanha a intenção de criar uma opinião específica ou sondar a reação dos leitores / espectadores.

A origem de grande parte da informação é a mesma: SETI, o Vaticano, a Royal Society, a rainha da Inglaterra, U. S. Air Force, da ONU .... O que você acha que é essa visão que pretende criar?. Onde o ponto "morto"?. Que tipo de anúncio iminente acreditar que estamos a preparar?. O que realmente impulsiona o projeto Disclosure Project?.

Deixe 13 notícias para o quadro com arco:

1) em Fevereiro de 2010. O Senhor reina astrônomo Martin Rees, presidente da Royal Society, disse que a existência de vida extraterrestre pode ser além da compreensão humana e pode ser olhando na cara e não reconhecê-los.

2) janeiro 2010 estrangeiros estão mais próximos do que nunca Lord Rees, presidente da Royal Astronomical Society, disse que "A possibilidade de descobrir a vida em outros mundos seria a maior mudança já viveu." O mesmo salienta que estamos mais perto do que nunca para dar esse passo ", a maior mudança para a humanidade."

3) fevereiro 2010 Quer enviar um SMS para um ET? Um concurso com um prazo de 28 de fevereiro de 2010, traduzida como "Romper o silêncio perturbador envia uma mensagem ao espaço", e exigiu um SMS menos de 40 palavras e escrita em Inglês, para representar uma abordagem primeira grande civilização terráqueo para o espaço sideral. A notícia dizia que "O importante parece ser qualquer tipo de resposta."

4) O astrônomo fevereiro 2010 Queen's e presidente da Royal Society, Lord Martin Rees, disse: "Eu suspeito que pode haver vida inteligente lá fora nas maneiras que nós não podemos conceber. Tal como o chimpanzé não consegue entender a teoria quântica, pode ser que há aspectos da realidade que estão além de nossa capacidade cerebral. "

5) novembro 2009 Vaticano se une à busca por vida extraterrestre. A Academia de Ciências do Pontificado do Vaticano mantém a primeira conferência realizada pela Igreja sobre a vida extraterrstre, uma descoberta que poderia ter implicações profundas para a Igreja Católica

6) maio 2009 Alien Skull detectado em Marte


7) Setembro de 2010, os estrangeiros estão sabotando EUA e britânico de mísseis nucleares. De acordo com o oficial U. S. estrangeiros Força Aérea desembarcaram na Terra, se infiltraram em locais de britânicos e americanos de mísseis nucleares e armas são sabotados.

8. Fevereiro 2010 A busca por aliens na Terra deve começar. O professor Paul Davies, físico da Universidade do Arizona, disse em uma reunião da Royal Society que a melhor maneira de abordar a existência de vida extraterrestre é usar a prova do Terra. Davies é o chefe do Grupo de Trabalho do Programa de Pós-SETI Detecção e responsabilidade neste planeta é acolher os estrangeiros se encontra sinais SETI.

9) novembro 2009 extraterrestres podem estar usando os robôs. Seth Shostak, do Instituto Seti, na Califórnia, disse que os humanos têm uma grande chance de captar sinais de alienígenas robôs operados.

10) abril 2010 Stephen Hawking sugere que os alienígenas existem com probabiilidad muito alta, mas ao invés de encontrá-los, a humanidade deve evitar qualquer contato.

11) setembro 2010 astrônomo do Vaticano compromete-se a batizar os estrangeiros

12) setembro 2010 A ONU designou um embaixador para eventuais contatos alienígenas

13) setembro 2010 da ONU nega que nomear um embaixador para os contatos extraterrestres. O porta-voz da ONU chamou a informação "absurdo" e afirmou que o gabinete chefiado por Othman "realizado atividades para promover a cooperação internacional nos usos pacíficos do espaço exterior e aumenta o uso da ciência e aplicações espaciais tecnologia ", mas não será responsável por receber os visitantes hipotéticos extraterrestres.



ONU nomeia embaixadora para Aliens

Mestre Edu

A ONU vai nomear Mazlan Othman embaixadora para os extraterrestres

http://img.over-blog.com/500x453/1/28/79/84/dadam/h-4-2238419-1285584075.jpg

Seu nome Mazlan Othman, e deverá ir a Londres esta semana para representar seu novo papel. Segundo o Telegraph, a astrofísica da Malásia deverá ser nomeada pela ONU porta-voz da humanidade em caso de inteligências extraterrestres entrarem em contacto connosco.

Interrogado pelo Telegraph, o professor Richard Crowther acredita que o primeiro contacto com uma civilização inteligente extraterrestre será através de ondas de rádio ou sinais de luz ao invés da chegada de seres extraterrestres à Terra.

Ele sugere ainda a ideia de que se fizermos contacto com extraterrestres, será com micróbios e não com seres inteligentes …

Fontes: Herald Sun, Telegraph , le Post


Então para quê nomear um embaixadora se é para falar com micróbios !?

Segredo das ARANHAS

Mestre Edu

Cientistas descobriram que a teia da aranha Darwin Bark é a maior do mundo e seu fio é dez vezes mais resistente do que o Kevlar (uma fibra sintética considerada extremamente forte).

O pesquisador Igni Agnarsson, da Universidade de Porto Rico, descobriu essas teias em 2001 e apenas em 2008 que sua pesquisa sobre elas foi concluída.

A Darwin Bark está longe de ser a maior aranha do mundo (elas medem cerca de 3 centímetros), mas suas teias podem chegar a 25 metros de comprimento com um centro mais forte de 2,8 metros quadrados. Com esse tamanho a teia pode agüentar duas vezes mais pressão do que a teia de aranha normal, o que a torna 10 vezes mais forte que o Kevlar – tornando-se o material biológico mais forte já encontrado.

As teias são encontradas sobre rios, o que sugere que são feitas para capturar uma enorme quantidade de insetos. Suspeita-se que até pequenos pássaros e morcegos consigam ficar presos nessas teias, mas ainda não há evidência de um acontecimento desse tipo. [OddityCentral]

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

HAARP USO INTENSIVO

EDU DALLARTE
SO INTENSIVO DO H.A..A.R.P. APOSENTA ALGUMAS ARMAS ATÔMICAS?




Depois dos muito bem sucedidos terremotos, tissunames, geleiras e inundações (Catrina, Haiti, Ilha da Madeira, Chile, Brasil, Peru, Europa, oriente, etc, etc, em todo o mundo) com as respectivas secas correlatas pelo uso intensivo e certeiro da sofisticadíssima arma de guerra para modificção do clima, o HAARP, Obama segue com seus discursos.

Determinados e bem redigidos pelos poderes a que serve; a nova ordem mundial, defende todas as armas atômicas para Israel (e bombas de fósforo sobre as populações civis) e condena o Irã como fez antes de invadir, destruir e ocupar o Iraque.

Escravagista, a nova ordem mundial mente, engana e confunde aos povos midiotizados para que aceitem como verdades incontestes as manobras verbais que precedem atos contraditórios de seus belicosos presidentes, sendo Obama, "o cara" do Nobel da paz.

Ou seja, com açúcar e com afeto, cara de bom moço arrependido e demonstrando a inabalável face dos opressores de "costas quentes", vai levando seu sofisticado "lero lero" e a agenda de depopulação do excedente da humanidade escravizada que querem "vacinar" para reduzir e chipar.

Acusam-no de "comunista", fascista, esperançoso, nazista, socialista e confundindo os incautos em discussões inócuas sobre sua ideologia, passa de algoz a vítima. "Temeroso de um magnicídio", falsa premissa do imaginário desinformado, "alimento midiático" do povo ao qual tem mentido e enfurecido depois de joga-lo propositalmente na miséria.

Atual "gerente" da mais poderosa tecnologia de guerra do planeta, juntamente com a silenciosa Inglaterra, vai preparando seus "botes" contra as crédulas massas midiotizadas e escravizadas. Querem suas riquezas para viverem na religiosa milenar luxúria no altíssimo da pirâmide do poder.

Precisam cada vez mais de menos gente e mais petróleo pra continuar seus perenes anseios imperiais.

A notícia foi esta
"Obama propõe redução de armamento nuclear americano
Sex, 05 Mar, 09h12


"WASHINGTON (AFP) - O presidente americano, Barack Obama, propôs nesta sexta-feira reduzir tanto a quantidade quanto a importância das armas nucleares dos Estados Unidos, ao lembrar o aniversário de 40 anos do Tratado de Não-Proliferação Nuclear (TNP).


O chefe de Estado americano manifestou, em comunicado, que seu governo modificará, na Revisão da Postura Nuclear, em andamento, "as idéias antiquadas da Guerra Fria", para poder "reduzir a quantidade e o papel que desempenham as armas nucleares em nossa estratégia de segurança nacional, embora mantendo uma dissuasão nuclear segura e eficaz".


Um alto funcionário americano havia dito anteriormente que a administração Obama planejava "uma redução drástica" do arsenal nuclear do país, que seria concluída no fim de março."

Poderá gostar de saber isso também: http://www.voxfux.com/features/bush_child_sex_coverup/franklin.htm

QUEDA PARA O ABISMO INSOLITO

Filadélfia, E.U.A: Pessoa cai do céu em queda livre e desaparece


EDU DALLARTE

Kelly Hale


Polícia suspendeu a busca até que novas informações estejam disponíveis.

Kelly Hale diz que viu uma pessoa cair do céu, sem pára-quedas, na terça-feira da semana passada. Apesar do fato de não haver relatos de pára-quedistas, Hale não está sozinha em sua visão.

Dois de seus colegas de trabalho na Shore Veterinarians em Egg Harbor Township disseram que também viram das janelas do escritório um ser humano caindo de cabeça do céu.

"Eu vi o cara cair, em um ângulo, assim", disse Hale a NBC Filadélfia, enquanto gesticulava. "Diretamente para baixo. Sem pára-quedas ou paraglider."

Várias pessoas contactaram a policia de Egg Harbor Township aproximadamente às 15:20 hs da terça-feira, dizendo que viram uma pessoa em queda livre no céu.

As testemunhas descreveram como a pessoa caiu de cabeça em direção ao chão, disse a polícia.

"Você podia ver os braços e as pernas se agitando, e sua roupa azul marinho, preta e cinza", afirmou Hale. "Não tenho dúvida de que era uma pessoa. Estou 100 por cento certa."

As últimas testemunhas da queda viram a pessoa caindo na direção noroeste da auto-estrada 322 e Avenida Foster, disse a polícia. Também é possível que a pessoa tenha caido mais ao norte do cruzamento, perto de Tilton, Dalila ou estrada Westcoat, segundo as autoridades.



Equipe de busca e resgate vasculha a área


A polícia de Egg Harbor Township, unidades de aviação, Guarda Costeira e da Polícia Estadual de New Jersey procuraram exaustivamente na área até cerca de 11:00 hs de quarta-feira.


Tenente da Guarda Costeira Paul Whitmore

A busca permanecerá suspensa até que novas informações estejam disponíveis, segundo a polícia. "Nós não vimos quaisquer sinais de destroços, nós não vimos galhos quebrados... ou algo parecido", disse o Tenente Comandante da Guarda Costeira Paul Whitmore. "Nós não vimos nada fora do normal, mas isso não quer dizer que não tenha acontecido. "




Fonte: NBC Philadelphia

SUPER VULCÃO NO ESPAÇO

EDU DALLARTE

Nasa divulga foto de "super vulcão" em erupção no espaço


Observatório registrou o super vulcão Foto: Nasa/Divulgação

Observatório registrou o "super vulcão"
Foto: Nasa/Divulgação

Imagem divulgada nesta sexta, pela Nasa - a agência espacial americana - mostra a erupção de um "super vulcão" galáctico na galáxia M87 testemunhada pelo observatório Chandra. Distante 50 milhões de anos-luz, M87 se encontra relativamente próxima à Terra.

O observatório registrou um agrupamento de gases quentes (em azul na imagem). Quando este gás começa a ficar mais gelado, ele entra no centro da galáxia e esfria cada vez mais rápido. Como em um vulcão, os gases saem por este centro e, ao serem expelidos, começam a formar novas estrelas.

Há a possibilidade de que na galáxia M87 jatos de partículas de energia produzidos por buracos negros interrompam o processo de formação de estrelas. Os jatos encontram os gases gelados próximos ao centro da galáxia e formam ondas elétricas na atmosfera por causa de sua velocidade.

A interação desta "erupção" galáctica é parecida com a do vulcão Eyjafjallajokull, na Islândia, que ocorreu este ano. No caso do vulcão islandês, partes de gás quente expelidas explodiram ao passar pela lava, formando ondas elétricas que podiam ser vistas através da fumaça do vulcão. O acontecimento no espaço também mostra tais fatos ocorrendo.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/ciencia

CUBA E IRÃ PEDEM NOVA ORDEM MUNDIAL

EDU DALLARTE
Cuba e Irã retomam apelo por "nova ordem mundial" na ONU


Em discursos na Assembleia Geral da ONU nesta terça-feira (21/9), Cuba e Irã resgataram o apelo pelo estabelecimento de uma "nova ordem mundial" na próxima década. O lema, que esteve em evidência nos anos 1970 e início dos 1980, foi promovido pelo Movimento Não-Alinhados (do qual ambos os países fazem parte) mas caiu em esquecimento no fim da Guerra Fria. Agora, as delegações de Havana e Teerã decidiram retomar a questão, ainda que com visões políticas bem distintas.

Tanto para cubanos quanto para iranianos, só assim será possível alcançar as chamadas Metas do Milênio até 2015. No entanto, enquanto o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, relacionou a "nova ordem mundial" a questões religiosas, pedindo a todos que “retornem à mentalidade divina”, o ministro do Exterior de Cuba, Bruno Rodríguez, atribuiu essa ordem à rejeição do capitalismo e ao desenvolvimento de profundas políticas sociais.

“As estruturas injustas e pouco democráticas das instituições internacionais, políticas e financeiras mundiais estão por trás da maioria das desgraças da humanidade. Precisamos de um governo justo e imparcial, baseado na mentalidade divina”, disse Ahmadinejad na Assembleia Geral, em Nova York.


Já Rodríguez, que representou o presidente cubano, Raúl Castro, afirmou que em seu país as metas previstas na Declaração do Milênio "foram cumpridas praticamente em sua totalidade, e em alguns casos superadas amplamente”. Além disso, reiterou que os avanços no desenvolvimento em Cuba são "um êxito conseguido apesar do bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto ao povo cubano, durante meio século, pelo governo dos Estados Unidos".

O chanceler cubano citou ainda "significativos progressos" nas metas de desenvolvimento em países como Bolívia, Nicarágua, Equador e Brasil e ressaltou que nenhum deles dependeram da ajuda internacional dos países desenvolvidos. “A ajuda internacional é quase inexistente”, disse. Rodríguez denunciou que os mercados das economias mais avançadas permanecem restringidos para as exportações dos países pobres e que a dívida externa continua multiplicando-se.

A ONU “trairá sua razão de ser se não tomar consciência destas realidades e atuar como agora", argumentou o cubano.


Irã x EUA

Em entrevista coletiva após a Assembleia Geral, Ahmadinejad afirmou que, se os EUA comandarem ou apoiarem um ataque contra as instalações nucleares de Teerã, haverá uma guerra "sem limites".


Para o líder iraniano, uma agressão militar por parte de Israel com o apoio de Washington seria considerada um ato de guerra e daria início a um conflito para o qual os americanos não estão preparados. Apesar disso, ele reiterou a disposição para se reunir com o presidente dos EUA, Barack Obama, caso haja alterações na política norte-americana para seu país. Teerã não tem relações com os EUA desde 1979.

A presença de Ahmadinejad em Nova York causou polêmica e centenas de pessoas manifestaram-se junto à sede da ONU contra a situação dos direitos humanos e a repressão da oposição iraniana. As autoridades nova-iorquinas fecharam as ruas e impediram o acesso ao hotel onde o presidente ficará hospedado até quinta-feira (23/9). "

http://operamundi.uol.com.br/noticias_ver.php?idConteudo=6494

CONFLITOS NA AFRICA E ORIENTE MEDIO

EDU DALLARTE
Conflitos na África e Tensões no Oriente Médio e no Cáucaso

Após visita do Ministro de Defesa russo, hoje as autoridades norte-americanas recebem o Ministro de Defesa israelense. Prelúdio de uma nova guerra?

O ministro israelense da Defesa, Ehud Barak, viaja domingo aos Estados Unidos para uma visita de cinco dias em que se reunirá com autoridades americanas, anunciou neste sábado à noite seu ministério.

Barak tem encontros programados com seu colega americano Robert Gates e com a secretária de Estado Hillary Clinton, segundo essa fonte.

Fonte: Terra

Mauritânia bombardeia Al-Qaeda em Mali

Aviões de combate mauritanos bombardearam neste sábado e domingo (18 e 19/09/2010) posições da Al-Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI) no norte de Mali, informaram fontes militares a partir de Nuakchott.
Iniciada na sexta-feira, a operação faz parte da ofensiva aérea e terrestre lançada pela Mauritânia contra a organização terrorista.
Até agora, ao menos 12 supostos insurgentes e seis soldados mauritanos morreram.
A operação começou perto da fronteira oriental mauritana e se deslocou depois ao norte de Mali, e seu comando foi assumido pelo presidente mauritano, Mohammed Ould Abdel Aziz, na sua condição de chefe supremo das forças armadas e de segurança.
Segundo os oficiais, o quartel de Nema, que foi atacado no fim de agosto pela Al-Qaeda, mobilizou seus efetivos até a área.

Em um comunicado divulgado no início de setembro, a AQMI afirmou que o atentado de Nema foi realizado “em resposta a morte de seis combatentes na operação militar franco-mauritana” de julho passado, após a qual a rede terrorista executou o francês sequestrado Michel Germaneau em represália.
En Nuakchot, segundo indicaram fontes militares à Efe, o Exército e a polícia bloquearam o tráfego de veículos em frente a suas sedes, mas não foi dada nenhuma explicação oficial sobre a operação militar.
A AQMI também é suspeita de ter sequestrado esta semana, cinco cidadãos franceses e dois africanos no Níger.

Fonte: Terra e Estadão

Delegação Palestina: Palestinos não reconhecem Estado de Israel.

Os palestinianos não reconhecem o Estado de Israel, informou o membro da delegação palestiniana nas conversações com Israel Nabil Chaat em Ramallakh. Segundo ele, o presidente da autonomia palestiniana Makhmud Abbas e os seus colegas não vão fazer nenhumas concessões a Israel, inclusive a construção de novas casas. Se Israel não prolongar a moratória que expira nos finais de setembro, as conversações diretas serão suspensas, disse Chaat. Entretanto o primeiro-ministro de Israel Benjamin Netanyahu chamou o reconhecimento do Estado de Israel uma base do acordo de paz dando a entender que não vai recorrer à construção de novas casas.

Fonte: Voz da Rússia

Egito em Aleta para lançamento de foguetes

As forças de segurança egípcias estão em alerta máximo na Península do Sinai, neste domingo na fronteira com Gaza e Israel por causa de informações sobre o ataque de foguetes palestino proveniente do Egito para Israel.

Eles estão investigando relatos de planos para contrabandear foguetes de Gaza para o Egito e depois lançá-los contra Israel, disseram autoridades. Até agora, nenhum foguete foi encontrado.

Irã prende 7 soldados em sua fronteira!

As forças iranianos detiveram recentemente sete soldados americanos que tentavam entrar no Irã pela fronteira com o Paquistão, afirmou neste domingo o site Javanonline.ir, ligado à Guarda da Revolução.

“Soube-se que sete soldados amerianos, acompanhados de dois iranianos, tentaram recentemente penetrar no território iraniano em Kuhak, perto de Saravand (fronteira com o Paquistão”, indica o site, sem precisar a data do incidente ou se os militares ainda se encontram detidos.

“Foram identificados e detidos pelos guardas de fronteira iranianos”, afirmou a Javanonline.ir, acrescentando que os dois iranianos conseguiram fugir. O site, cuja informação também foi difundida pela agência Fars, não deu qualquer indicação sobre a fotne, nem detalhes da notícia. Nenhuma outra fonte informou ou confirmou a informação.

Tensão no Cáucaso Sul: Irã acusa EUA de provocar a Guerra!

Vice-presidente iraniano para Assuntos Parlamentares Seyed Mohammad Reza Mir-Tajeddini atacou os americanos para sua interferência no conflito de Karabakh entre a Armênia e o Azerbaijão.

“Sempre que os E.U.A. interferem em um assunto, acaba prejudicando as relações entre os países”, disse Mir-Tajeddini à margem de uma conferência sobre o Azerbaijão aqui em Teerã no domingo.

Ele fez as declarações em referência à disputa territorial entre o Azerbaijão e a Armênia sobre a região de Nagorno-Karabakh.

Mir-Tajeddini se refere também às negociações de Teerã sobre a questão Karabakh, e disse que as negociações estavam progredindo no sentido da resolução do conflito entre Yerevan e Baku, mas a interferência dos E.U.A. e as suas posições provocantes impediu um bom final para a questão.

Armênia e Azerbaijão permanecem oficialmente em guerra sobre Karabakh e a disputa é uma grande fonte de tensão na região do Cáucaso do Sul, fronteira entre Irã, Rússia e Turquia.

Nenhum país – nem mesmo a Armênia – reconhece oficialmente Karabakh como um estado independente. A região rebelde tem sido controlada por armênios desde que se libertou do controle de Baku, após uma guerra feroz no início de 1990, que matou 30.000 pessoas.
Fonte: Fars News

UFO SOBRE MOSTEIRO

EDU DALLARTE

UFO fotografado sobre o Mosteiro de Santa Maria - França

UFO fotografado sobre o Mosteiro de Santa Maria nos Alpes de Haute-Provence, França, em 31 de agosto de 2010 às 11:00 58. A câmera utilizada é uma K2OD "Pentax".

Esta foto foi ampliada e melhorada usando Abode Photoshop 7.0 por Thierry.

Closeup do UFO utilizando a ferramenta variação do Abode Photoshop 7.0

Resumo do e-mail de Thierry:

"Olá Christian, estou mandando essa outra foto, tirada de cima da aldeia do Mosteiro de Santa Maria, Provence, em 31 de agosto de 2010 às 11:00 58. O tempo de exposição foi de 1 / 750 s, F6, ISO 200, 14mm . Eu não tive a oportunidade de continuar a triagem das fotos, e eis que, notei esta forma estranha que estava no céu com um brilho metálico!”

Fonte: UFODIGEST


Mundo em recessão

OECD prevê desaceleração da economia mundial

EDU DALLARTE

As economias do grupo G-7 de países industrializados crescerão muito mais devagar no restante do ano de 2010 do que anteriormente previsto, de acordo com um relatório divulgado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

O crescimento dentro do G-7 em termos de PIB, uma medida do valor de mercado total de todos os bens e serviços produzidos em um país, deve cair para 1,4% no terceiro trimestre e 1% no último trimestre. Isso continuaria uma tendência de declínio nas economias combinadas dos EUA, Japão, Alemanha, Grã-Bretanha, França, Itália e Canadá, que coletivamente caíram de um crescimento de 3,2% no primeiro trimestre para um de 2,5% no segundo.

A nova estimativa de crescimento marca uma revisão significativa das previsões relativas ao G-7 feitas apenas três meses atrás. O G-7 é responsável por mais da metade do PIB mundial.

Em maio, a OCDE estimou que os EUA, a maior economia do mundo, veriam um crescimento de 2,8% e 2,7% para o terceiro e o quarto trimestres, respectivamente. O novo relatório estima um crescimento de 2% e 1%, no mesmo período.

Muitos economistas acreditam que a economia dos EUA precisa crescer numa taxa anual de mais de 3% para reverter significativamente as catastróficas perdas de postos de trabalho dos últimos três anos. Uma taxa de crescimento de menos de 2% irá, muito provavelmente, significar um crescimento renovado do desemprego, que segundo dados oficiais atinge 9,6% da força de trabalho.

A redução mais significativa das taxas de crescimento deve acontecer na Alemanha, a principal economia da Europa, que, segundo previsões, deve cair de um crescimento de 9,0% no segundo trimestre para apenas 0,7% no terceiro e 1,1% no quarto. “No caso da Alemanha, o que impulsiona a desaceleração é o setor de construção, mas também a contração dos manufaturados”, disse Pier Carlo Padoan, economista-chefe da OCDE. “O crescimento forte, orientado para as exportações da Alemanha pode estar desacelerando”.

O Japão, segunda maior economia até ter sido ultrapassado pela China neste ano, manterá sua estagnação de duas décadas, segundo a OCDE, contando com um crescimento de somente 0,7% e 0,6% nos dois últimos trimestres de 2010.

Os crescimentos da França e da Itália, segunda e terceira economias da zona do euro, devem cair para quase zero ou mesmo crescimento negativo. Se antecipa que o crescimento na França caia de 0,7% no terceiro trimestre para 0,3% no quarto, enquanto a economia italiana encolherá em 0,3% no terceiro quarto antes de retornar para um crescimento de 0,1% no trimestre final.

As economias britânica e canadense devem superar suas contrapartes, ambas com um crescimento médio de pouco mais de 2% nos seis meses finais do ano. Essas taxas de crescimento, ainda assim, representam declínios significativos quanto ao crescimento de mais de 4,9% do Reino Unido registrado no segundo trimestre e o crescimento impulsionado pelas exportações de 5,8% obtido pelo Canadá.

Resumindo os dados uniformemente negativos, o OCDE ainda procurou deixar algum espaço para ambigüidades. “Ainda não está claro se a perda de momentum da recuperação é temporária …ou se ela sinaliza para fraquezas subjacentes ainda maiores nos gastos privados numa época em que o apoio das políticas estatais está sendo removido”, o relatório declarou.

O relatório é concluído com um aviso: “Se a desaceleração reflete forças duradouras agindo negativamente sobre a atividade econômica, estímulos monetários adicionais podem ser garantidos sob a forma de uma facilitação quantitativa e comprometimento com uma política de taxas de juros quase-zero por um longo período. Onde as finanças públicas permitirem, a consolidação fiscal planejada pode ser adiada.”

As políticas dos governos mundiais estão indo precisamente na direção oposta. Tendo resgatado coletivamente a indústria financeira global à melodia de dezenas de trilhões de dólares, em todo grande país industrializado a “consolidação fiscal” está sendo imposta sobre a classe trabalhadora na forma de cortes a todos os tipos de gastos sociais e de um ataque coordenado contra os salários.

O relatório da OCDE foi seguido por uma declaração da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) antecipando um crescimento limitado da demanda pelo óleo. A OPEP espera que a demanda de petróleo, de fato, caia na Europa Ocidental durante os seis últimos meses do ano.

“A presente situação econômica nos países mais desenvolvidos é desencorajadora”, a OPEP declarou.

“O fato de que alguns países de OCDE não mais possam pagar por planos de estímulo provavelmente pressionará suas economias na segunda metade deste ano, levando a uma demanda de petróleo mais fraca comparada com a da primeira metade”.

Embora o relatório da OCDE se focasse no G-7, ele descobriu que o decréscimo na produção manufatureira observado nos países mais ricos é espelhado por desenvolvimentos similares nas economias em desenvolvimento (BRIC) do Brasil, Rússia, Índia e China.

O relatório também descobriu que o volume de trocas comerciais se contraiu nos meses recentes depois de uma recuperação com relação ao ponto baixo atingido ao final de 2007; que os valores de propriedades imobiliárias na maioria dos 33 países da OCDE novamente começaram a estagnar ou erodir, e que tanto nos EUA quanto na zona do euro as taxas de desemprego se estabilizaram em cerca de 10%.

Significativamente, o relatório documenta que os investimentos empresariais agregados nos EUA, na zona do euro e no Japão não se recuperaram do colapso de 2008, mas os lucros corporativos nas três áreas subiram rapidamente desde meados de 2009. Em outras palavras, as corporações de todo o mundo estão arrancando lucros enormes, mas o dinheiro não está voltando na direção de expansão produtiva e criação de empregos. Por exemplo, o Federal Reserve (Banco Central dos Estados Unidos) informa que os bancos nacionais estão sentados sobre reservas de capital de mais de US$1 trilhão.

A desaceleração do crescimento econômico dos EUA prevista pela OCDE foi corroborada na quarta-feira pela divulgação dos relatórios do “Livro Bege” do Federal Reserve Board vindos de seus 12 distritos bancários regionais, que relataram prospectos econômicos majoritariamente negativos.

De acordo com resumos do relatório, na região de Nova Iorque a economia “mostrou sinais de desaceleração”. Em Clevelan, “fábricas relataram que a produção estava ou demasiadamente estável ou decrescente”. Na região de Richmond, Virgínia, “sinais de desaceleração ou contração da atividade econômica se tornaram predominantes”, e no distrito bancário de Atlanta, “a atividade econômica desacelerou”.

As regiões bancárias informaram tendências uniformemente negativas no mercado imobiliário, e a maioria delas relatou desenvolvimentos estagnantes ou negativos nas vendas industriais e de varejo.

O informe de quinta-feira do Departamento de Trabalho dos EUA de que o número de requerentes inéditos de seguro-desemprego nos EUA caiu em 27 mil para 451 mil pessoas, em relação a semana anterior, foi comemorado como evidência de que a economia não estava entrando em um período de crescimento negativo. A média para quatro semanas, mais estatisticamente confiável, caiu menos, em 9,250, para 477.750.

Os economistas, porém, acreditam que para que a estatística de requerimentos de seguro-desemprego semanais mostre crescimento dos postos de trabalho, teria que cair para abaixo de 400 mil. A média para o ano todo é de 454 mil novos requerimentos por semana.

Por Tom Eley
17 de Setembro de 2010

(traduzido por movimentonn.org)
Fonte: WSWS

GIGANTE VERMELHA

EDU DALLARTE

Descoberta primeira estrela gigante vermelha com carbono
e vapor de água

Estudo foi realizado pelo Observatório Espacial Herschel e pela Agência Espacial Europeia

2010-09-02
Ilustração do processo de produção de água à volta da estrela (clique para ampliar)
Ilustração do processo de produção de água à volta da estrela (clique para ampliar)
Uma equipa internacional de cientistas descobriu a primeira estrela vermelha gigante com vapor de água na sua atmosfera. A CW Leonis, uma estrela carbónica que se encontra na constelação de Leo, a 500 anos-luz da Terra, é o objecto extra-solar mais brilhante do céu, visto a infra-vermelhos. O estudo realizado pelo Observatório Espacial Herschel e pela Agência Espacial Europeia é agora publicado na revista «Nature».
A água e o carbono são os principais elementos do planeta Terra. Estrelas como o nosso Sol sintetizam-nos em grandes quantidades quando chegam ao final da sua vida. Quando envelhecem, transformam-se em gigantes vermelhas e eliminam as suas atmosferas, como fez a CW Leonis.

O investigador José Cernicharo, do Conselho Superior de Investigações Científicas de Espanha, que participa no estudo, afirma, em comunicado, que “já se sabia que estas atmosferas continham moléculas de água ou moléculas de carbono. No entanto, pensava-se que ambas não podiam co-existir”.

Graças às medições do satélite Herschel, essa teoria pode ser questionada. A CW Leonis, caracterizada pela presença de grandes cadeias de carbono como C8H, tem vapor de água em abundância em muitas zonas internas da sua atmosfera.

a 500 anos-luz da Terra" width="300" height="256">
A CW Leonis encontra-se na constelação de Leo,
a 500 anos-luz da Terra
Esta estrela emite dez mil vezes mais energia do que o Sol e no seu interior produzem-se reacções de fusão nuclear que convertem hélio em carbono. Grande parte desse carbono acaba nas camadas exteriores da atmosfera na forma de vento estelar, rico em moléculas e partículas de pó à base de carbono.

Com tanto carbono na atmosfera, quase todo o oxigénio devia estar fechado em monóxido de carbono, o que significa que não existiria água. No entanto, os investigadores detectaram, em 2001, que a estrela emitia uma determinada longitude de onda que demonstrava a existência de vapor de água.

A temperatura do vapor é de 700 a 1000 graus centígrados, o que quer dizer que se forma nas camadas internas da atmosfera e se distribui através do vento estelar.

Artigo: Warm water vapour in the sooty outflow from a luminous carbon star

ASTERÓIDES EVOLUEM?

Estudo revela que
asteróides «evoluem»

Estes corpos espaciais podem dividir-se em dois durante a sua rotação

2010-08-26
Os elementos de um asteróide binário só se separam se o mais pequeno for 60 por cento inferior ao maior
Os elementos de um asteróide binário só se separam se o mais pequeno for 60 por cento inferior ao maior
Os asteróides são grandes massas rochosas que giram à volta do Sol. Ao longo do tempo, a forma destes corpos vai-se alterando. Ocasionalmente, originam outros asteróides mais pequenos que se autonomizam e começam também a orbitar o Sol.

A descoberta foi feita por um grupo internacional de cientistas e está agora publicada na «Nature». Na investigação, liderada por Petr Pravec, do Instituto Astronómico da República Checa, participaram 16 instituições de vários países.
Quando os asteróides giram com rapidez suficiente podem dividir-se em dois corpos que começam a orbitar entre si. Estes, chamados de asteróides binários, são frequentes no Sistema Solar (na Cintura de Asteróides, entre Marte e Júpiter). Os astrónomos explicam que muitos deles não permanecem juntos.

Para realizarem o estudo, os cientistas analisaram 35 pares de asteróides, medindo a sua luminosidade e compararam o seu tamanho. Determinaram, então, a velocidade a que giravam, utilizando a técnica de fotometria.

Investigação foi liderada por Petr Pravec (Instituto Astronómico da República Checa)
Investigação foi liderada por Petr Pravec (Instituto Astronómico da República Checa)
Concluíram que em todos os pares estudados havia uma relação entre os elementos maiores e os mais pequenos. O tamanho do menor era 60 por cento inferior ao do seu companheiro. Estas medições corroboram a teoria formulada em 2007 por Daniel Scheeres (co-autor do estudo), em que se defendia que os elementos de um asteróide binário só podem separar-se se o mais pequeno for 60 por cento inferior ao seu companheiro.

Scheeres explica que quando se forma um asteróide binário, a sua órbita começa por ser caótica. O mais pequeno rouba energia ao grande, fazendo com que este gire mais lentamente e que órbita dos dois se expanda.

No entanto, o que mais surpreendeu os cientistas durante o estudo foi a descoberta de que a luz do Sol desempenha um papel preponderante no “nascimento” de asteróides. Quando estes são atingidos pela luz solar reagem como os moinhos de vento e, assim, a sua rota pode ficar alterada durante milhões de anos.

Artigo:
Formation of asteroid pairs by rotational fission

Documentos da Aeronatica sobre UFOS

EDU DALLARTE
publicado em 22/09/2010 às 19h35:

Documentos da Aeronáutica revelam óvnis
"gelatinosos" e do tamanho de "transatlânticos"

Relatos, que antes eram confidenciais, agora estão no Arquivo Nacional

Do R7

Do tamanho de “transatlântico” ou de um “boeing”, com aspecto “gelatinoso” e movimento de “limpador para-brisa”. Esses são alguns dos termos usados por observadores para descrever óvnis (objetos voadores não identificados) vistos no Brasil. As informações são de documentos oficiais da Aeronáutica, que eram mantidos em sigilo, mas que agora vieram a público e estão à disposição do Arquivo Nacional do Distrito Federal.

Esses relatos, catalogados pela Aeronáutica nesta década, foram feitos por pessoas que viram esses objetos no céu enquanto estavam no chão e também por pilotos de avião, que avistaram os óvnis durante suas viagens. Antes, já haviam sido abertos os arquivos referentes a essas ocorrências até os anos 90. Com os novos documentos, o que os ufólogos (pessoas que estudam o assunto) querem é conhecer melhor esses casos.

Em julho de 2007, por exemplo, um guia de turismo de Manaus entrou em contato com as autoridades para informar que havia visto dois flashes “claros e luminosos”, na cor branca, abaixo do nível das nuvens, com “lento deslocamento lateral”. Os objetos vistos por eles eram “meio gelatinosos”, segundo o relato, classificado até agora como “confidencial”.

Outros testemunhos são mais misteriosos. Em janeiro de 2000, um homem de Foz do Iguaçu diz ter recebido de alguns extraterrestres a mensagem de que eles “iam dominar a Terra”.

– No avistamento de ontem, apareceram uma nave mãe em forma de balão e milhares de outros objetos quadrados e brilhantes. Estes [objetos] seguiram uma aeronave da Varig até que esta desaparecesse nas nuvens. Os objetos retornaram e formaram um Cruzeiro do Sul [constelação do Hemisfério Sul].

Apesar disso, o oficial da Aeronáutica que coletou o relato diz ter ligado para o aeroporto local e os operadores informaram que não houve qualquer sinal suspeito no radar.

Também em 2000, o piloto de um avião que voava próximo a Petrolina, em Pernambuco, diz ter visto uma luz branca, como se fosse a de um farol. De acordo com ele, o óvni trafegava como uma aeronave com faróis acesos, mas sem qualquer outra luz de navegação. Após cerca de um minuto, a luminosidade acabou sem motivo aparente.

Outros relatos indicam que os óvnis podem ter o formato de animais. Um morador de Caiobá, no Paraná, diz ter visto um objeto esquisito, de cor vermelha, tamanho de transatlântico e forma de caranguejo. O oficial que coletou o relato fez questão de ressaltar que o homem estava “lúcido” enquanto contava sua experiência.

– O observador não aparentava ter feito uso de drogas ou bebida alcoólica. O seu depoimento foi lúcido e lógico, demonstrando apenas ter medo do que viu.

O pesquisador britânico Andy Thomas, considerado um dos mais conceituados pesquisadores de objetos voadores não identificados, disse ao Jornal da Record que é importante abrir esses arquivos. Entretanto, segundo ele, o governo ainda deve manter em sigilo os casos mais importantes.

– De qualquer maneira, a comunidade científica vai instantaneamente atrás da informação nova para entender e conseguir ter um cenário completo do que vem acontecendo.

Uma portaria publicada no Diário Oficial da União no mês passado regulamenta como a Aeronáutica deve lidar com assuntos ligados a óvnis no espaço aéreo nacional. Segundo o documento, o Comando da Aeronáutica (Comaer) deve se encarregar apenas do registro de ocorrências e do seu encaminhamento para o Arquivo Nacional.

Veja a reportagem do Jornal da Record sobre o assunto:


http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/noticias/documentos-da-aeronautica-revelam-ovnis-gelatinosos-e-do-tamanho-de-transatlanticos-20100922.html

CAOS NA ATMOSFERA

EDUDALLARTE

Radiação solar está causando redução da termosfera terrestre

Com informações da NSF - 21/09/2010

Radiação solar está causando redução da termosfera terrestre
A termosfera, que compreende uma faixa entre 90 e 500 km com altitude, é uma camada de gás rarefeita na fronteira com o espaço exterior. É lá que se dá o primeiro contato da radiação solar com a atmosfera da Terra.[Imagem: NASA]

Grandes mudanças na produção de energia no Sol estão causando flutuações dramáticas na camada externa da atmosfera da Terra.

Influências do Sol

Um estudo recém-publicado na revista Geophysical Research Letters, financiado pela NASA e pela National Science Foundation (NSF), faz uma associação direta entre um encolhimento recente de uma camada da alta atmosfera da Terra com uma queda acentuada nos níveis de radiação ultravioleta emitidas pelo Sol.

A pesquisa indica que o ciclo magnético solar, que produz números variáveis de manchas solares ao longo de ciclos de cerca de 11 anos, pode variar mais do que se pensava anteriormente.

"Esta pesquisa apresenta um argumento convincente para a necessidade de se estudar o sistema acoplado Sol-Terra", afirmou Farzad Kamalabadi, da NSF, "e ilustra a importância da influência solar sobre o nosso ambiente terrestre, com implicações fundamentais tanto científicas quanto em termos de consequências sociais."

Navegação espacial

As descobertas podem ter implicações para os satélites em órbita, bem como para a Estação Espacial Internacional.

Por um lado, o fato de que a camada superior da atmosfera, conhecida como termosfera, se encolhe e fica menos densa, significa que os satélites podem manter mais facilmente suas órbitas, permanecendo no espaço por mais tempo e desfrutando de uma vida útil maior.

Por outro lado, isso indica que o lixo espacial e outros objetos que apresentam riscos para a "navegação espacial" também podem ficar por mais tempo na termosfera do que se calculava.

Termosfera

Os dados demonstraram que o que se convencionou chamar de "mínimo solar" não é uma situação padrão, mas varia de um ciclo para outro. Ou seja, os mínimos solares não são iguais entre si.

A produção de energia no Sol caiu a níveis anormalmente baixos entre 2007 e 2009, um mínimo solar particularmente prolongado, durante o qual praticamente não ocorreram manchas solares ou tempestades solares.

Durante esse período de baixa atividade solar, a termosfera terrestre encolheu mais do que em qualquer momento desde que ela é monitorada, ao longo dos últimos 43 anos da chamada era espacial.

A termosfera, que compreende uma faixa entre 90 e 500 km com altitude, é uma camada de gás rarefeita na fronteira com o espaço exterior. É lá que se dá o primeiro contato da radiação solar com a atmosfera da Terra.

Ela geralmente esfria e se torna menos densa durante períodos de atividade solar muito baixa.

Mas a magnitude da queda de densidade da termosfera durante o mínimo solar mais recente foi cerca de 30 por cento maior do que seria de se esperar mesmo com a baixíssima atividade solar verificada.

Influência do CO2

O estudo também mostrou que a variação da termosfera sofre pouca influência do nível de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera terrestre. Os cálculos anteriores estimavam que o gás de efeito estufa estaria reduzindo a densidade da camada externa da atmosfera entre 2 e 5 por cento por década.

Estudando um período de 13 anos (1996 a 2008, inclusive), eles verificaram que a termosfera esfriou 41 kelvin (K) no período, com apenas 2 K atribuíveis ao aumento do dióxido de carbono.

Quando à densidade da termosfera, os resultados mostraram uma diminuição de 31 por cento, com apenas 3 por cento atribuídos ao dióxido de carbono.

"Agora está claro que o recorde de baixa temperatura e densidade foram primariamente causados por níveis anormalmente baixos de radiação solar na faixa do ultravioleta extremo," diz Stanley Solomon, um dos autores do estudo.

Super mínimos

Os pesquisadores também afirmam que seus dados indicam que o Sol pode estar passando por um período de atividade relativamente baixa de longo prazo, semelhantes aos períodos verificados no início dos séculos 19 e 20.

"Então esperamos ter ciclos solares menos intensos nos próximos 10 a 30 anos," disse Thomas Woods, coautor do trabalho.

Esta conclusão está de acordo com dados de outra pesquisa publicada nesta semana, segundo a qual as manchas solares poderão desaparecer a partir de 2016.

Bibliografia:

Anomalously low solar extreme-ultraviolet irradiance and thermospheric density during solar minimum
S. C. Solomon, T. N. Woods, L. V. Didkovsky, J. T. Emmert, L. Qian
Geophysical Research Letters
Vol.: 37, L16103
DOI: 10.1029/2010GL044468

www.inovacaotecnologica.com.br

https://www.amazon.com.br/dp/B06XX75VKJ